[RESENHA] Quem é você, Alasca? (Looking for Alasca) de John Green

Segunda resenha seguida de um livro do John Green, dessa vez, apresento-lhes: Quem é você, Alasca?

Para quem acompanha o blog, já deve ter visto a resenha de Cidades de Papel (para quem não viu, só clicar em cima do título), e sabem que eu e o livro não tivemos uma relação muito boa. O contrário aconteceu com Quem é você, Alasca?.

No começo o livro me passou uma impressão de que algo bem parecido com Cidades de Papel estava por vir, e eu já não estava com essa expectativa toda, deixei o livro me surpreender.

O livro é em primeira pessoa, dividido entre o “antes” e o “depois”, e se eu contar o que divide esses dois tempos, perde a graça do livro todo. Miles Halter é nosso protagonista, ele é viciado em biografias e em últimas palavras, um garoto sem muitos amigos. Cansado da vida simples, ele vai em busca de um “Grande Talvez” – parte das últimas palavras do poeta François Rabelais – em um colégio interno, a Culver Creek.

Já na Culver Creek, Miles conhece Chip – ou Coronel, seu apelido -, colega de quarto e Alasca Young.

Você vai rir, mas também vai se emocionar, como em todos os livros de John Green. Chorar, talvez, chorei feito um bebê. Quem é você, Alasca? é engraçado e profundo, nos leva a viver as aventuras junto com os personagens e entender a personalidade de cada um de um jeito especial.

Se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela um furacão.

Miles Halter (Quem é você, Alasca?)

Gostei dos personagens, todos eles. Alasca é impressionante e foge totalmente do normal, comum. Ela é o que é, faz o que quer, impulsiva as vezes, mas todos são, isso faz parte da adolescência e também do seu encanto.

Já Miles não é um cara com muita personalidade, mas igualmente interessante quando se trata de expor seus sentimentos e pensamentos, como quando fala sobre o labirinto, Alasca e o Grande Talvez.

Fanart que achei por aí =)

Coronel, Lara e Takumi são parte do círculo de amizade, apesar do Coronel sempre aparecer mais (até mais que Alasca, na minha opinião). Como sempre, os coadjuvantes de John Green são ótimos e engraçados, o tempero do livro, nossa balança.

Concluindo, é um ótimo livro, recomendo e fico ansiosa na espera do filme (90% de certeza que vai ter um, cruzem os dedos).

Pontos positivos: história cativante e diferente, ótimos personagens principais e coadjuvantes, leitura fácil.

Pontos negativos: o final poderia ter sido um pouco mais resumido, enrolou um pouco.


Para quem já leu:

  • O que achou do desfecho?
  • Como lidou com o “depois”?
  • Já leu outros livros do John Green? Qual você achou melhor?
Anúncios

13 comentários sobre “[RESENHA] Quem é você, Alasca? (Looking for Alasca) de John Green

  1. O meu preferido do John. Sem mais. Não, vai ter mais sim. haha
    Ouço muita gente falando que não gostou do livro por causa da Alasca -da inconstância dela, na verdade- Mas já acho que é justamente isso que a torna tão singular: sua inconstância. Afinal, quem não passa por momentos de turbulência na vida!? Achei a pegada do “antes” bem leve, fácil de ler, devorei as páginas pra chegar logo no “depois”, que já suspeitava do que era. Mas, cara, como eu chorei. Nossa. Fiquei mal de verdade, durante uma final de semana inteiro. E passei uma semana meditando sobre o livro depois que acabei. Mas o que eu mais gostei do livro foram as reflexões que o John Green faz durante todo o livro, não consigo me decidir qual a mais marcante. Me fez repensar um bocado de coisas. A “saída do labirinto” do Miles no final resume bem. Perfeita.
    Mas, como esse livro é meu queridinho, sou suspeita. 😜

    Curtido por 1 pessoa

    • Hahahah, também achei! E poxa, se Alasca é inconstante, o que sobra para Margo? Achei Alasca única, a adolescentes são impulsivos e inconstantes por natureza. chorei no depois, eu não desconfiava que aquilo iria acontecer e me pegou totalmente desprevenida. Gostei da carta do final – quase morri -, gostei muito dos coadjuvantes como sempre. É um ótimo livro!

      Curtir

  2. Eu já sabia do depois, então foi tranquilo, eu ficava era ansiosa pra saber como ia acontecer
    E eu tinha uma relação de amor e ódio com a Alasca, relação complicada a nossa uahsusha

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu gostei do desfecho, mesmo não sendo oq eu esperava. Gostei MUITO do livro, tudo: personagens, história, tudo. Já li Cidades de papel e Teorema Katherine. E gostei dos três igualmente, não consigo escolher um só como favorito.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s