Conheça: Doctor Who

Let’s talk about Doctor Who!

Caramba, como eu enrolei para falar DW aqui.

Para quem ainda não conhece a série – o que é muito difícil mesmo -, nesse post você irá encontrar todas as informações que precisa para saber se vai embarcar nessa aventura e dar uma voltinha na TARDIS com o Doutor. Preparados?

ALLONS-Y!

Doctor Who é nada mais e nada menos do que a série mais longa de ficção científica do mundo! Tendo mais de 50 anos de existência, são 813 episódios (contando com os da série clássica, de 2005 e os especiais).

A tal “série clássica” é referente a série que se passou no período de 1963 até 1989. Nessa época, a série tinha cerca de 25 minutos de duração e foram oito Doutores ao todo (não se desespere com isso, eu já explico).

Ao lado estão todos os Doutores da “primeira fase” de DW. São eles: 1º William Hartnell, 2º Patrick Throughton, 3º John Pertwee, 4º Tom Baker, 5º Peter Davison, 6º Colin Baker, 7º Sylvester McCoy e 8º Paul McGann.


Já a série que começou em 2005 tem episódios de 45 minutos de duração – e alguns de uma hora. Até o momento são quatro doutores: o nono (Christopher Eccleston), o décimo (David Tennant amorzão <3), o décimo primeiro (Matt Smith) e o suposto décimo segundo e último doutor (Peter Capaldi). Dliás, dentre esses, meu favorito é o David Tennant (segundo da foto). Ele é um dos Doutores mais favoritados, e isso não tem explicação, só vendo para entender o quão incrível ele é.


Isso pode conter alguns spoilers, assuma o risco:

Além da série em si, DW tem um longa e também alguns spin-offs, como Torchwood e As Aventuras de Sarah Jane.


Doutor quem?

Você já sabe o bastante sobre a série, atores e blá blá blá, mas e o Doutor?

Bom, o nome vem justamente dessa perguntinha: Doutor quem? / Doctor who? Isso porque o Doutor nunca fala seu verdadeiro nome (hey, estou na quinta temporada, no spoilers!), e acho que todos concordam que ninguém se chama apenas “Doutor” – as pessoas acham que isso é um título, até mesmo os extraterrestres.

  • O Doutor.

Basicamente, ele é um Senhor do Tempo (Time Lord) que nasceu no planeta chamado Gallifrey. O Doutor viaja na TARDIS, a famosa “Blue Box”.

  • A TARDIS.

TARDIS: (Time And Relative Dimension In Space / Tempo e Dimensão Relativos no Espaço)uma nave que podia se camuflar, mas certo dia “travou” na cabine de polícia tão conhecida. Uma grande característica da TARDIS é que ela é maior por dentro.

“É menor do lado de fora.”

  • Regeneração.

A regeneração é um clássico de DW. Tudo surgiu quando o primeiro Doutor precisava sair da série que na época estava fazendo muito sucesso. A solução? Regeneração, a transição de um Doutor para o outro.

Quando um Time Lord for gravemente ferido, ele se regenera, isso muda tanto sua aparência como sua personalidade, entretanto, continua sendo o Doutor.

O Doutor é tem suas fases: as vezes é divertido, engraçado, as vezes é triste, frio, solitário. É aí que surge suas companhias, que também tem uma grande importância na série.

Essas regenerações são tão tristes… 😦

  • Companions.

O Doutor quase sempre tem um acompanhante, e isso nem sempre acaba bem. Geralmente, esses acompanhantes são um equilíbrio para o Doutor, e também personagens em que nós, o público, nos identificamos. As mais lembradas são Sarah Jane Smith e Rose Tyler.

A minha favorita é a Donna.

  • SONIC SCREWDRIVER!

Uma chave de fenda sônica! É a única “defesa” que o Doutor carrega consigo, ele nunca carrega armas. A chave de fenda sônica é muito boa em abrir portas, mas ela faz bem mais que isso. Quer saber? Não tenho ideia de tudo o que ela é capaz.


Minha opinião:

É a minha série favorita no momento. Não, ela não é a melhor série que eu assisto, mas é minha favorita. Vou explicar:

Demorei para começar a assistir, e quando eu comecei, não gostei. Demorei alguns episódios para pegar o ritmo, até porque essa é uma série diferente de tudo o que eu tinha assistido. Os efeitos eram ruins e o ator que fazia o Doutor não me agradou muito. O que me fez realmente gostar dela foi o segundo Doutor (no caso, me refiro a série de 2005, logo o segundo Doutor é na verdade o décimo). A primeira temporada foi muito confusa, mas a segunda já melhorou bastante, talvez por causa do Doutor ou talvez por costume mesmo. Comecei a perceber todo o sentimento por trás do Doutor e ver ele como a criatura magnífica que ele é. E quando eu percebi, Doctor Who superou minhas expectativas. Virou aquela série que nunca vai sair da grade do TVShow Time, cada personagem foi tão especial que nunca vou conseguir deixá-los ir.

“Sou definitivamente um louco com uma caixa.”

Dica para quem quer começar a assistir:

Eu comecei desde a primeira temporada, mas você não precisa fazer isso. Há episódios como Blink (S03E10) que você não precisa estar vendo na sequência para entender, e também é um ótimo episódio para você entender a série e os lances temporais.

“Não pisque. Nem sequer pisque. Pisque e você está morto!”


Pontos altos:

Falas memoráveis, programa para a família toda, divertido, dosado, personagens inesquecíveis, sotaque britânico e muuuuitos extraterrestres.

Pontos baixos:

Efeitos bem feios na primeira temporada, episódios confusos, mas o resto é tudo lindooooo, amosou ❤

Anúncios

3 comentários sobre “Conheça: Doctor Who

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s